A- A A+

 

 

 

 

 


 

Celulite

 

De acordo com pesquisas realizadas, a busca para eliminar a celulite está em primeiro lugar no ranking dos tratamentos estéticos mais procurados no Brasil. A Lipodistrofia Ginóide é o nome técnico e correto da “celulite”. Ela faz parte do universo feminino em quase 95% das mulheres, seja na forma mais suave ou em estágio avançado.

As celulites aparecem principalmente na região dos glúteos, coxas, abdômen e braços, sendo mais visível nos períodos em que há alteração hormonal, como puberdade, fase pré-menstrual, gestação, início do uso da pílula e menopausa.

 

A celulite está relacionada à vários fatores: hormonais, predisposição genética familiar, alimentação e vida sedentária. Outro fator que pode favorecer o aparecimento da celulite é a falta de ingestão de líquidos.

 

A celulite é uma alteração causada pelo acúmulo de gordura, água e toxinas nas células, fazendo com que essas células fiquem cheias e endurecidas, deixando o local com desníveis (ondulações e retrações) e nódulos. Ela é causada por alterações no tecido gorduroso sob a pele em conjunto com alterações na microcirculação e consequente aumento do tecido fibroso.

 

Causas da celulite

 

Há muitos fatores que levam ao desenvolvimento da celulite. Entre eles, estão:

• Excesso de gordura

• Metabolismo lento

• Desidratação

• Cigarro

• Estresse

• Má alimentação

• Falta de atividade física

• Pré-disposição genética

 

Classificação da celulite

 

• No GRAU 1 ela ainda está se formando nas camadas mais profundas, por isso só dá para ver os furinhos apertando a pele;

• No GRAU 2 os nódulos começam a aparecer mesmo sem fazer pressão, mas ainda estão espaçados e não são muito grandes e profundos;

• No GRAU 3 já é possível ver bem o efeito casca de laranja na pele, com acúmulo de líquidos e toxinas na região. A microcirculação começa a ficar bem comprometida e a flacidez também aumenta;

• No GRAU 4 muitas vezes a celulite chega a ser dolorida e pode estar relacionada a outros problemas de saúde;

 

 

 

 

Como tratar a celulite

 

Existem diversos tipos de tratamento, mas o importante é uma boa avaliação para usar o procedimento mais indicado para cada paciente. Sendo ainda importante realizar uma reeducação alimentar, prática regular de exercícios físicos e ingestão de água.

 

Conclusão

 

A celulite é condição feminina sem morbidade, mas com impacto estético supervalorizado. É importante entender o que já está comprovado sobre sua etiopatogenia e considerar os tratamentos que possam, ainda que minimamente, auxiliar sem causar danos e perspectivas esperadas. Cada vez mais fica evidente que a única forma de corrigir as alterações observadas na superfície da pele será através da aplicação de tecnologia capaz de atingir, com segurança, a derme profunda e o tecido adiposo superficial.

 

 

 


 

Fernanda Sales - CREFITO 139418F

 


 

 

 

 

 

 

 

 

REFERÊNCIAS

1. Wanner M, Avram M. An evidence-based assessment of treatments for cellulite. J Drugs Dermatol. 2008; 7(4):341-5.

2. Quatresooz P, Xhauflaire-Uhoda E, Piérard-Franchimont C, Piérard GE. Cellulite histopathology and related mechanobiology. Int J Cosmet Sci 2006; 28(3):207-10.

3. Avram MM. Cellulite: a review of its physiology and treatment. J Cosmet Laser Ther. 2004; 6(4):181-5.

4. Draelos Z, Marenus KD. Cellulite etiology and purported treatment. Dermatol Surg. 1997;23(12):1177-81.

5. Rosenbaum M, Prieto V, Hellmer J, Boschmann M, Krueger J, Leibel RL, et al. An exploratory investigation of the morphology and biochemistry of cellulite. Plast Reconstr Surg. 1998; 101(7):1934-9.

6. Piérard GE, Nizet JL, Pierard-Franchimont C. Cellulite: from standing fat herniation to hypodermal stretch marks. Am J Dermatopathol. 2000;

7. http://www.guamlacote.com.br/2016/11/18/celulite-saiba-mais-sobre-os-4-graus-de-celulite/

8. https://adatina.com/2017/10/30/celulite-voce-sabe-tudo-sobre-ela/

9. http://www.minhavida.com.br/saude/temas/celulite

10.https://www.terra.com.br/vida-e-estilo/beleza/celulite-o-mostro-que-aterroriza-a-maioria-das mulheres,6f7a37418e99a22f4d0fc9b38c1ac2342pb7h2cw.html

11. https://brasilescola.uol.com.br/saude/celulite.htm

Tags: